quinta-feira, 21 de agosto de 2014

VAMOS FAZER A DIFERENÇA: SANGUE É VIDA, DOE E SALVE A SUA

Campanha realizada pelo Grande Oriente de São Paulo
Essa Campanha tem a finalidade de despertar na consciência do maçom, seus amigos e familiares, a importância de um gesto simples e de amor ao próximo, que é a doação de sangue. Não demandando grandes recursos, e nem tampouco dispêndio excessivo de tempo, contando com o apoio da Grande Secretaria de Entidades Paramaçônicas e das Grandes Secretarias de Comunicação e Imprensa, Relações Internas e Política, expandiremos a campanha para a área empresarial e governamental. Ademais, além da finalidade de conscientização também teremos um banco de dados dos doadores e organizadores, que servirão como auxílio à Pasta da Previdência e Assistência para apoios futuros e chamadas para doação em favor de maçons e familiares que estejam necessitando.
Com a campanha aumentaremos o efetivo de Irmãos e amigos imbuídos nas ações de responsabilidade social e passaremos a ter uma equipe forte e coesa nas futuras ações de cunho social.
Ação:
Mobilizar os Maçons, Entidades Paramaçônicas, bem como integralizar as Secretarias do Grande Oriente de São Paulo, angariando voluntários para a doação de sangue. Podendo-se ainda estender a ação a outros públicos como, familiares de maçons, entidades Civis e apoio das Polícias Civil e Militar, bem como outras Instituições e empresas públicas e privadas.
Período:
A Campanha ocorrerá no período de uma semana compreendida nos dias 08 a 13 de setembro de 2014, devendo cada Loja ou Entidade coletar os dados da campanha e dos doadores, levando em consideração: o número de Maçons e Amigos, distribuição geográfica, condições do "parceiro coletor" e outros fatores que julgar relevante.
Banco de Sangue e Hemocentros
Existem normas que regulam a coleta, armazenagem e transporte de sangue humano. Por isso, é imperioso que haja a parceria com uma entidade devidamente autorizada a realizar o procedimento.
Esse parceiro será responsável pela coordenação da coleta e destinação do material. Nesse viés, torna-se necessário verificar antecipadamente qual a capacidade de coleta do mesmo, para não haver problemas no dia, podendo inclusive dividir os voluntários em grupos menores durante vários dias, de acordo com a capacidade do local, sendo esse, um fator determinante na duração da campanha. 
Alguns hemocentros disponibilizam a possibilidade de comparecer ao local indicado pela equipe de voluntários, podendo ser em uma escola, Loja ou outro local indicado, porém há a necessidade de se ajustar as condições pré-estabelecidas pelos coletores.
Comunicação e Divulgação:
O sucesso desse tipo de mobilização depende muito da divulgação prévia, tanto em termos de exposição, quanto de esclarecimento.
Disponibilizaremos assim, no portal do GOSP, os materiais de divulgação para os voluntários produzirem as peças que considerarem mais adequadas. Estarão disponíveis: a arte para confecção de banners, faixas, cartazes, para veiculação nas lojas, empresas, entidades, redes sociais e imprensa local, se for o caso.
Como sugestão, propomos os seguintes meios de comunicação: murais; intranet; reuniões das Coordenadorias; jornais e boletins do Gosp; camisetas; internet, redes sociais, banners; e outros.
Cada Loja ou capítulo deverá ter um responsável pela coleta dos dados e dos doadores, devendo este estar em contato direto com os Secretários de Previdência e Assistência ou Gabinete do Grão Mestre, para dirimir qualquer dúvida.
Da nossa parte expediremos ofícios a entidades Civis e Militares, além da sociedade empresarial e Civil, solicitando o apoio para estes se engajarem na campanha, bem como expediremos ofícios as secretárias de saúde a fim de que os hemocentros se sensibilizem e abram suas portas ao maior número possível de voluntários.
Requisitos para Doação:
• » Estar em boas condições de saúde;
• » Ter entre 16 e 67 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização);
• » Pesar no mínimo 50kg;
• » Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
• » Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
• » Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
Impedimentos temporários
• » Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas;
• » Gravidez;
• » 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;
• » Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses);
• » Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
• » Tatuagem nos últimos 12 meses;
• » Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses;
• » Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses;
Impedimentos definitivos
• » Hepatite após os 11 anos de idade; *
• » Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
• » Uso de drogas ilícitas injetáveis;
• » Malária;
• * Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.
Banner da Campanha: