quarta-feira, 4 de julho de 2012

Dez maneiras de enlouquecer um Venerável


Dez maneiras de enlouquecer um Venerável

1- Não frequente as reuniões, mas quando for, procure algo para reclamar;

2- Se comparecer à reunião encontre falhas nos trabalhos de quem está lutando pela boa administração da Loja;

3- Nunca aceite uma incumbência. Lembre-se de que é mais fácil criticar do que realizar;

4- Se a administração pedir sua opinião sobre um assunto importante, responda que não tem nada a dizer e depois espalhe como deveriam ser as coisas;

5- Não faça mais do que o absolutamente o necessário, porém quando o venerável e sua administração estiverem trabalhando com boa vontade e com interesse para que tudo corra bem, afirme que sua Loja está dominada por uma "panelinha".

6- Não preste atenção na leitura do balaústre e muito menos na convocação da chancelaria, afirme que não interessa o que se passou na reunião e que não recebeu o comunicado do chanceler;

7- Se for convidado para qualquer cargo, recuse alegando falta de tempo e depois critique com afirmações do tipo "esta turma quer ficar para sempre nos cargos";

8- Quando tiver divergências com um membro, procure vingar-se da Loja, distribua cartas com acusações pesadas contra tudo e contra todos;

9- Cobre, insista para a realização de reuniões extras, trabalhos, palestras e ritualística impecável. E quando for convocado não compareça;

10- Após toda esta colaboração espontânea, quando cessarem as benfeitorias, os comunicados e todas as atividades, enfim, quando a Loja estiver arrasada, estufe o peito e afirme com orgulho: "eu não disse?". 

(DESCONHEÇO A AUTORIA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário