quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Segurança na Internet - O que é Phishing?


 Todos os dias, milhões de ameaças virtuais são espalhadas pela internet. Boa parte desse montante pode ser classificada como phishing.

Essa prática, como o nome sugere (“phishing” em inglês corresponde a “pescaria”), tem o objetivo de "pescar” informações e dados pessoais importantes através de mensagens falsas. Com isso, os criminosos podem conseguir nomes de usuários e senhas de um site qualquer, como também são capazes obter dados de contas bancárias e cartões de crédito.

Para não cair em armadilhas como essa, o internauta precisa estar muito atento e prevenido contra o phishing. Para isso, você pode utilizar ferramentas anti-phishing gratuitas ou pagas e filtrar boa parte dessas ameaças. Alguns exemplos de aplicativos com esta finalidade são PhishGuard para o Firefox ou Internet Explorer e WOT para Google Chrome. Além disso, quase todos os antivírus no mercado são capazes de barrar este tipo de fraude.

Como acontece o golpe?


O phishing pode ocorrer de diversas formas. Algumas são bastante simples, como conversas falsas em mensageiros instantâneos e emails que pedem para clicar em links suspeitos. Fora isso, existem páginas inteiras construídas para imitar sites de bancos e outras instituições. Todas essas maneiras, no entanto, convergem para mesmo ponto: roubar informações confidenciais de pessoas ou empresas.

Se você já ouviu seus amigos reclamarem que receberam emails de um colega pedindo para clicar em determinado link, fique atento. O mesmo pode acontecer com você. Outros casos comuns são aquelas mensagens “estranhas” que alguns usuários recebem de amigos enquanto conversam no Windows Live Messenger (antigo MSN). O funcionamento é quase igual ao dos emails falsos, e você precisa tentar identificar a linguagem que o seu amigo normalmente usa. Fora isso, o mesmo tipo de fraude pode acontecer
também através de SMS.

10 dicas para evitar o phishing

1) Se você receber um e-mail de qualquer site e, não for cliente do mesmo, apague-o imediatamente, sem ao menos abrir o e-mail para uma rápida leitura (pois isso é a resposta que os scammers necessitam para saber que você e sua conta de e-mail são reais). Não clique em qualquer link contido no e-mail ou responda-o.

2) Se você é cliente do site composto no e-mail e não tem a certeza de que ele é legítimo, faça o seguinte:
-> Entre em contato com a entidade responsável por telefone ou através do site oficial (não use o link do e-mail, é claro), e pergunte se o e-mail recebido é verdadeiro.

3) Ao invés de utilizar o link fornecido no e-mail, abra o site oficial digitando-o diretamente em sua barra de endereços do navegador. O site, possivelmente, deverá ter notícias sobre o e-mail enviado aos clientes em sua página inicial. Se não houver nenhum comunicado do site, use a dica anterior para entrar em contato.

4) A maioria dos navegadores hoje em dia já possuem proteção anti-phishing integrada. As listas que usam geralmente são atualizadas várias vezes por dia. Todavia, esteja ciente de que a lista só detecta os sites de phishings que já estão na lista. Se surgir um novo, que ainda não fora colocado na lista, tenha cuidado.

5) Procure utilizar um antivirus que possua proteção anti-phishing também. Na maioria das vezes são suites pagas (conhecidas por Internet Security). Mas para quem já tem um antivirus pago e que a empresa disponibilize uma suite com proteção anti-phishing integrada, vale a pena gastar um pouco mais e obtê-la.

6) Um gerenciador de senhas pode ser uma excelente ajuda. Se guardar seu login (ID e senha) de um site em um gerenciador de senhas você poderá fazer login automaticamente quando acessar ao site. Porém, o melhor vem agora: O gerenciador de senhas só funcionará no site real, ou seja, se o site for fraudado por phishing, o gerenciador não funcionará e lhe notificará de que o site acessado não é o mesmo.
Atualmente existem diversos gerenciadores de senhas. Os que mais gosto são o Ginz e o KeePass Password Safe, ambos gratuitos.

7) Verifique sempre a URL do site na barra de endereços do navegador, antes de digitar qualquer informação. Está correta?

Não? Certifique-se de olhar com bastante atenção para todos os detalhes, principalmente de caracteres semelhantes, como 0 (zero) e o (letra). Ainda não tem certeza? Envie a URL para o serviço de análise online disponibilizado pela Trend Micro, o Online URL Query. Se a análise apontar para falso, ou, mesmo a análise apontando para legítimo, você ainda assim suspeitar do site, simples, não acesse-o.

8) Se for um site de banco, pagamento, compras ou algo do tipo, que envolva dados financeiros e pessoais, verifique se o endereço começa com https. O "s" no final do http significa que os dados serão transmitidos através de uma conexão criptografada e que verifica a autenticidade do servidor e do cliente através de certificados digitais. Assim sendo, o site será muito mais seguro e confiável. Observe que, na barra de endereços ou na barra de status (localizada na parte inferior do navegador), também haverá um cadeado.

9) O endereço do site aparenta ser diferente do comum? Não acesse-o, por enquanto. Abra outra aba ou outra instância do navegador (se preferir), e insira a URL manualmente na barra de endereços. Veja se são a mesma, analise cada caractere do endereço. Se forem diferentes, jamais acesse o site que foi alterado, somente o que você digitou manualmente. Posteriormente, comunique o site oficial ou algum site que utilize de report (como o nosso blog, por exemplo) sobre o problema para que o falso site seja derrubado.

10) Ao surgir novidades no mundo das celebridades ou, notícias interessantes de compras e algo do tipo, que faça com que usuários corram atrás de notícias em sites ou pesquisem, não clique em qualquer link ou aceda qualquer página. Uma técnica maliciosa que está sendo bastante usada hoje é o Envenenamento de SEO. Fazendo um rápido resumo, são páginas falsas de notícias atuais criadas com a intenção de atrair os usuários à uma armadilha, tendo como consequência a instalação de malwares.


Fontes:
TEcmundo e Security Search Blog

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O que fazer para melhorar o Cérebro?




No desenvolvimento de uma sessão maçônica há um período destinado para apresentação de trabalhos, seguidos de debate, de assuntos de doutrina ou filosofia, legislação, história, instruções, simbologia maçônica ou de assunto técnico, científico, artístico e cultural, de interesse da Ordem Maçônica, denominado Tempo de Estudos. Este não pode ser suprimido, sob nenhum pretexto ou argumento. É a parte da sessão destinada ao aperfeiçoamento cultural de seu quadro.

Reunido com a maçonaria do Vale do Meia Ponte, no último dia 19 de fevereiro, com as Lojas de Inhumas, “Vigilância e Fraternidade, “Otávio Balestra e Eterna Vigilância”, esta da potência Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás, “Narceu de Almeida”, de Itauçu, “Estrela de Araçu” e “Vitória da Razão”, de Itaberai e tive a feliz oportunidade de ouvir e aprender através de um Tempo de Estudos de alto significado cultural, científico e espiritual, proferido no templo da Loja “Vigilância e Fraternidade”. O trabalho foi apresentado pelo maçom, advogado e escritor Eurípedes Silveira, filho de Torquato Silveira Júnior “Catim”, liderança da Doutrina Espírita, que marcou em sua última encarnação e marca sua iluminada trajetória, pela fundação da "Casa do Caminho", em plena atividade de acolhida e apoio, fundada por ele em 1960.

Eurípedes Silveira buscou a “Revista Poder Joyce Pascowitch”, que trata de ciência, política, economia, negócios, tendo como foco personagens consagrados em sua área de atuação, expondo um ponto de vista mais aprofundado sobre as histórias de vida dos entrevistados.

Fez uma abordagem muito interessante e atrativa sobre uma entrevista do neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, filho do lendário neurocirurgião Paulo Niemeyer e sobrinho do arquiteto Oscar Niemeyer. Deu conhecimento das perguntas, respostas e foi interpretando-as com muita sabedoria.
Penso que ao transcrever alguns questionamentos da referida revista ao cientista e médico, possibilito aos que não se encontravam naquele evento e aos não maçons, uma veiculação e abordagem importante e profunda declaração pedagógica. Muito clara, vinda de um profissional que transmitiu o seu pensamento destituído de vaidade ou foco personalístico. O fez com conhecimento vasto, porém com extrema simplicidade.

Sobre o cérebro, disse quando questionado “O que fazer para melhorar o cérebro”?

“Você tem de tratar do Espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, reclamando de tudo, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter motivação. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a autoestima no ponto”.

“O que a cabeça tem haver com a alma”?
Assim respondeu: “Eu acredito que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma… Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo. Isto comprova que os sentimentos se originam no cérebro e não no coração”.

Questionado se a vida moderna atrapalha, assim se manifestou: “Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor”.

“Existe algum inimigo do bem funcionamento do cérebro”?
“O exagero. Na bebida, nas drogas, na comida. O cérebro tem de ser bem tratado, como o corpo. Uma coisa depende da outra. É muito difícil um cérebro ir muito bem num corpo muito maltratado, e vice-versa”.
Quanto à indagação de que seremos a última geração que vai envelhecer, respondeu: “Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem de saúde, de aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha”.

E complementou, sobre o funcionamento cerebral dos jovens de hoje: “O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai funcionar nessa rapidez. Ele tem de entrar nesse clique, porque senão vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando”.
Fecha a entrevista com inimaginável sabedoria, ao ser perguntado: “Você acredita em Deus”?
“Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, vai até a família e diz: “Ele está salvo”. Aí, a família olha pra você e diz: “Graças a Deus!”. Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais, independentemente de religião”.
Obrigado doutor Paulo Niemeyer pela lição.

Obrigado Eurípedes Silveira por ser instrumento de repercussão da entrevista na “Revista Poder Joyce Pascowitch”. Obrigado a você, meu caro amigo leitor de todos os sábados pela meditação de toda essa entrevista.

Eurípedes Barbosa Nunes
GME Grande Oriente do Estado de Goías / GOB
Publicado no Jornal Diário da Manhã, edição de 23 de fevereiro de 2013

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A Lealdade

O convívio entre seres humanos é repleto de situações interessantes e às vezes parece confundir-se com o relacionamento dos animais tidos como irracionais, vez que atitudes são tomadas sem qualquer resquício de bom senso e racionalidade aceitáveis.

O animal irracional luta pelo domínio de um território, por sua sobrevivência, pela liderança de seu grupo, sendo que o ser humano ressalta que todos esses atos são praticados por instinto, ou seja, despidos de qualquer  aspecto de raciocínio.

Não creio que os irracionais procedam apenas por instinto, pois suas ações em muitos casos são planejadas e executadas com determinada disciplina, observando-se até  a observância de hierarquia, em diversas oportunidades.

Por seu turno o ser humano pensante e racional em diversas oportunidades atua de maneira semelhante aos irracionais, utilizando sua inteligência de maneira reprovável, que pode até parecer não pensada, mas que, na realidade, foi elaborada ardilosamente.

Alguns seres humanos quando se deparam com uma situação de confronto buscam os mais diversos meios para que seus objetivos sejam atingidos, valendo-se de tudo, sem qualquer escrúpulo, utilizando-se do jogo de intrigas, de falsas insinuações, escondendo-se atrás dos outros,  esquecendo-se que aquele a que pretende suplantar um dia já foi seu fiel defensor e por ele tudo fez para que alcançasse o sucesso que ora desfruta ou que já desfrutou.

Certa feita li em um periódico do Rio de Janeiro o seguinte texto: Confie sempre naquele que só ressalta a virtude dos outros e deles fala bem, pois seu caráter é conciliador, pacificador e busca sempre o relacionamento harmonioso, mas cuidado com aquele que sempre fala mal dos outros para você, pois certamente ele vive falando mal de você para os outros, este só busca a discórdia para dela prevalecer-se e obter vantagem.

O verdadeiro maçom não pode nunca titubear, deve sempre estar alerta para vencer suas paixões, submeter sua vontade, cavar masmorras ao vício, forjar algemas ao crime e construir templos à virtude.

10.09.2012

Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral
GOB

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Dia Internacional do Maçom

O DIA INTERNACIONAL DO MAÇOM

O dia 22 de fevereiro foi fixado como o “DIA INTERNACIONAL DO MAÇOM”. Esta data foi escolhida, pois exatamente neste dia, comemora-se nos Estados Unidos, o aniversário de GEORGE WASHINGTON.

Do dia 20 a 22 de fevereiro de 1.994, realizou-se em Washington, capital dos Estados Unidos, a Reunião Anual dos Grãos-Mestres das Grandes Lojas da América do Norte, com a presença das Obediências Grande Loja da Inglaterra, Grande Loja Nacional Francesa, Grande Loja Regular de Portugal, Grande Oriente da Itália,  e o Grande Oriente do Brasil entre outras.

Ao final dos trabalhos, o Grão-Mestre da Grande Loja Regular de Portugal, Fernando Paes Coelho Teixeira, sugeriu a fixação da data do dia 22 de fevereiro como o “DIA INTERNACIONAL DO MAÇOM”, a ser comemorado por todas as Obediências reconhecidas, o que foi totalmente aprovado por todos os presentes.

Washington foi iniciado na Maçonaria no dia 4 de novembro de 1.752, na "Loja Fredericksburg nº 4", de Fredericksburg, no estado da Virginia; elevado ao grau de Companheiro em 1.753, e exaltado a Mestre no dia 4 de agosto de 1.754. Vale ressaltar que a Maçonaria nos Estados Unidos teve início em 23 de abril de 1.730, no estado de Massachussets, portanto 02 (dois) anos antes do nascimento de George Washington.

O Primeiro Presidente Norte-Americano GEORGE WASHINGTON foi o primeiro presidente norte-americano, sendo um forte defensor da democracia, permitiu que o seu país emergisse como uma nação verdadeiramente voltada aos interesses do povo. Washington foi eleito por duas vezes ao cargo, mas após o final de seus mandatos, ele não tentou permanecer no poder. Ele então estabeleceu a organizada e pacífica passagem de poder de um líder eleito para outro – um precedente que sempre permaneceu em vigor em toda a história dos Estados Unidos. Segundo alguns biógrafos de George Washington, este não era um grande pensador ou orador assim como outros líderes americanos anteriores tais como Thomas Jefferson, James Madison ou Benjamin Franklin.

Entretanto, sua liderança provou ser ainda mais valiosa que a mente brilhante destes homens. Não fosse por sua liderança, provavelmente as bases para a lei, ordem e democracia nos Estados Unidos não teriam se estabelecido de forma tão sólida e não teriam resistido ao tempo.

Representante da Virginia no 1º Congresso Continental (1.774) e Comandante-geral das forças coloniais (1.775), dirigiu as operações, durante os cinco anos da Guerra de Independência, após a declaração de 1.776. Ao ser firmada a paz em 1.783, renunciou à chefia do Exército, dedicando-se então aos seus afazeres particulares.

Como Presidente da República norte-americana, nunca olvidou a sua formação maçônica: ao assumir o seu primeiro mandato, em abril de 1.789, prestou o seu juramento constitucional sobre a Bíblia da "Loja Alexandria nº 22", da qual fora Venerável Mestre em 1.788; em 18 de setembro de 1.783, como Grão-Mestre da Grande Loja de Maryland, colocou a primeira pedra do Capitólio - o Congresso norte-americano - apresentando-se com todos os seus paramentos e insígnias de alto mandatário Maçom.

GEORGE WASHINGTON faleceu em sua casa, em 14 de dezembro de 1.799, seu sepultamento ocorreu no dia 18, na mesma propriedade de Monte Vernon, numa cerimônia fúnebre Maçônica, dirigida pelo Reverendo James Muir, capelão da "Loja Alexandria nº 22", e pelo Dr. Elisha C. Dick, Venerável Mestre da mesma Oficina.

O legado do primeiro presidente norte-americano continua até hoje. A capital do país, Washington D.C. (Distrito de Colúmbia), recebe seu nome. Uma nação agradecida reconhece que sua grandeza se deve em grande parte a homens como Washington, que lutaram para criar um país baseado nos ideais de “vida, liberdade e a busca pela felicidade”. Mesmo que a história americana não seja impecável, a nação provou ser uma fonte de liberdade, oportunidade e riqueza para norte-americanos e imigrantes de outras nações do mundo.

Pelo exposto, a fixação do dia 22 de fevereiro como “DIA INTERNACIONAL DO MAÇOM”, representa uma justa homenagem a um grande maçom, que antes de tudo, após a sua luta pela Independência de seu país, preferiu como forma de governo, a República Democrática à monarquia, transformando-se num dos Grandes vultos da História Universal.

(recebido por email)

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O golfinho, a carpa e o tubarão

Uma brilhante metáfora criada por Dudley Lynch e Paul Kordis do Brain Technologies Institute - do tubarão, da carpa e do golfinho.

  Existem três tipos de animais: as carpas, os tubarões e os golfinhos. A carpa é dócil, passiva e que quando agredida não se afasta nem revida. Ela não luta mesmo quando provocada. Se considera uma vítima, conformada com seu destino.

       Alguém tem que se sacrificar, a carpa se sacrifica. Ela se sacrifica porque acredita que há escassez. Nesse caso, para parar de sofrer ela se sacrifica. Carpas são aquelas pessoas que numa negociação sempre cedem, sempre são os que recuam; em crises, se sacrificam por não poderem ver outros se sacrificarem. Jogam o perde-ganha, perdem para que o outro possa ganhar.

       Declaração que a carpa faz para si mesmo:

    "Sou uma carpa e acredito na escassez. Em virtude dessa crença, não espero jamais fazer ou ter o suficiente. Assim, se não posso escapar do aprendizado e da responsabilidade permanecendo longe deles, eu geralmente me sacrifico."

       Nesse mar existe outro tipo de animal: o tubarão. O tubarão é agressivo por natureza, agride mesmo quando não provocado. Ele também crê que vai faltar. Tem mais, ele acredita que, já que vai faltar, que falte para outro, não para ele!

       "Eu vou tomar de alguém!" O tubarão passa o tempo todo buscando vítimas para devorar porque ele acredita que podem faltar vítimas. Que vítimas são as preferidas dos tubarões? Acertou, as carpas. Tanto o tubarão como a carpa acabam viciados nos seus sistemas. Costumam agir de forma automática e irresistível. Os tubarões jogam o ganha-perde, eles tem que ganhar sempre, não se importando que o outro perca.

       Declaração que o tubarão faz para si mesmo:

    "Sou um tubarão e acredito na escassez. Em razão dessa crença, procuro obter o máximo que posso, sem nenhuma consideração pelos outros.
    Primeiro, tento vencê-los; se não consigo, procuro juntar-me a eles."

       O terceiro tipo de animal: o golfinho. Os golfinhos são dóceis por natureza. Agora, quando atacados revidam e se um grupo de golfinhos encontra uma carpa sendo atacada eles defendem a carpa e atacam os seus agressores.

       Os "Verdadeiros" golfinhos são algumas das criaturas mais apreciadas das profundezas. Podemos suspeitar que eles sejam muito inteligentes - talvez, à sua própria maneira, mais inteligentes do que o Homo Sapiens. Seus cérebros, com certeza, são suficientemente grandes - cerca de 1,5 quilograma, um pouco maiores do que o cérebro humano médio - e o córtex associativo do golfinho, a parte do cérebro especializada no pensamento abstrato e conceitual, é maior do que o nosso. E é um cérebro, como rapidamente irão observar aqueles fervorosos entusiastas dedicados a fortalecer os vínculos entre a nossa espécie e a deles, que tem sido tão grande quanto o nosso, ou maior do que o nosso, durante pelo menos 30 milhões de anos.

       O comportamento dos golfinhos em volta dos tubarões é legendário e, provavelmente, eles fizeram por merecer essa fama. Usando sua inteligência e sua astúcia, eles podem ser mortais para os tubarões. Matá-los a mordidas? Oh, não! Os golfinhos nadam em torno e martelam, nadam e martelam. Usando seus focinhos bulbosos como clavas, eles esmagam metodicamente a "caixa torácica" do tubarão até que a mortal criatura deslize impotente para o fundo.

       Todavia, mais do que por sua perícia no combate ao tubarão, escolhemos o golfinho para simbolizar as nossas idéias sobre como tomar decisões e como lidar com épocas de rápidas mudanças devido às habilidades naturais desse mamífero para pensar construtiva e criativamente. Os golfinhos pensam? Sem dúvida. Quando não conseguem o que querem, eles alteram os seus comportamentos com precisão e rapidez, algumas vezes de forma engenhosa, para buscar aquilo que desejam. Golfinhos procuram sempre o equilíbrio, jogam o ganha-ganha, procuram sempre encontrar soluções que atendam as necessidades de todos.

       Declaração que o golfinho faz para si mesmo:

    "Sou um golfinho e acredito na escassez e na abundância potenciais. Assim como acredito que posso ter qualquer uma dessas duas coisas - é esta a nossa escolha - e que podemos aprender a tirar o melhor proveito de nossa força e utilizar nossos recursos de um modo elegante, os elementos fundamentais do modo como crio o meu mundo são a flexibilidade e a capacidade de fazer mais com menos recursos."

           Se os golfinhos podem fazer isso, por que não nós?

           Achamos que podemos.


domingo, 10 de fevereiro de 2013

Estados de espírito


Um rei muito poderoso percebeu que lhe faltava o poder sobre todos os poderes: o Poder sobre seus Estados de Espírito. Convocou uma reunião com seus ministros e ordenou-lhes que resolvessem o problema. Um deles disse:

- Ouvi falar que há, em algum lugar do reino, uma Mulher, conhecida como A Sabedoria, que possui um anel dentro do qual há uma mensagem, que é o segredo do Poder sobre os Estados de Espírito.

- Pois eu lhe ordeno que encontre este anel e traga-o para mim !

O ministro partiu e depois de muito procurar encontrou-se frente a frente com a Sabedoria. Disse:

- Soube da existência de um anel que contêm a sabedoria em forma de uma mensagem que dá a quem a possui o poder sobre os Estados de Espírito. E meu rei quer possuir tal poder.

Diz a Mulher:

- O anel existe e eu o possuo. Presenteio ao seu rei com o anel, com uma condição: que só o abra e leia a mensagem poderosa depois de ter esgotado todos os seus recursos, quando já não tenha o que fazer por já ter feito tudo o que sabe e pode.

O assessor levou o anel para o rei que ficou muito satisfeito e o recompensou regiamente. O rei colocou o anel e aguardou o momento de abri-lo e conhecer o segredo do poder sobre os estados de espíritos. Algum tempo depois o rei ficou muito irritado com seus vizinhos, que invadiram seu reino. Pensou em abrir o anel.

- Não. Posso lutar.

Perdeu a luta e sentiu muita tristeza. Pensou em abrir o anel.

- Não. Posso recuperar o que perdi.

Os invasores chegaram ao castelo para matá-lo e sentiu muito medo.
- Abro o anel agora? Não, posso fugir.

Fugiu e foi perseguido. Ao chegar ao penhasco, vendo que leões o aguardavam caso saltasse, com o exército inimigo em seus calcanhares, aterrorizado, pensou: "Já não há o que fazer, meus recursos se esgotaram. Esta é a hora!" Abriu o anel e nele estava escrito “Isso também passará”.

Reconfortado, encontrou um lugar para esconder-se e sobreviveu. Sobreviveu e voltou. Reconquistou seu castelo e seu reino. Sentia-se muito alegre. Ficou tentado a abrir de novo o anel, mas pensou: "Vou dar uma festa para estravasar tanta alegria". Durante a festa ficou sabendo que seus exércitos haviam tomado o reino inimigo. Seu coração disparou a ponto dele pensar que iria ter um ataque cardíaco, de tão feliz. Sentindo-se morrer de felicidade, sem saber mais o que fazer, abriu de novo o anel. E no anel estava escrito “Isso também passará“!

(Autor desconhecido)

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

10 Frases geniais de Albert Einstein



1. Alguém que nunca cometeu erros nunca tratou de fazer algo novo.

2. A educação é o que sobra depois que gente se esquece do que aprendeu na escola.

3. Ser suficiente artista é ter capacidade de desenhar a imaginação. A imaginação é mais importante que o conhecimento. O conhecimento é limitado. A imaginação envolve ao mundo.

4. O segredo da criatividade é saber esconder suas fontes.

5. O valor de um homem deve medir-se pelo que dá e não pelo que recebe. Não se converta em um homem de sucesso senão num homem de valores.

6. Existem duas maneiras de viver: Pode viver como se nada fosse um milagre, ou viver como se tudo o fosse.

7. Quando examino a mim mesmo e aos meus métodos de pensar, chego à conclusão que o dom da fantasia significa muito mais para mim que qualquer outro talento para pensar positiva e abstractamente.

8. Para ser um membro imaculado de um rebanho de ovelhas, deve-se, antes de tudo, primeiro ser uma ovelha.

9. Deves aprender as regras do jogo. E depois deves jogar melhor que todo mundo.

10. O mais importante de tudo é nunca deixar de se perguntar. A curiosidade tem sua própria razão de existir.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

As adversidades



Um filho queixou-se ao pai sobre sua vida e sobre como as coisas Um filho queixou-se ao pai sobre sua vida e sobre como as coisas estavam difíceis para ele. Já não sabia o que fazer e queria desistir. Estava cansado de lutar e combater. Parecia que, assim que um problema estava resolvido, outro surgia logo a seguir.


Virando-se para o filho, o pai perguntou:
- Filho, o que você está vendo?

- Cenouras, ovos e café, respondeu.

Trouxe-os para mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras. Notou que as cenouras estavam macias. Pediu-lhe que pegasse num ovo e que o quebrasse. Foi novamente obedecido. Depois de retirar a casca, verificou que o ovo endurecera com a fervura. Finalmente, pediu-lhe que tomasse um pouco de café... Ele sorriu ao sentir o seu aroma delicioso e o maravilhoso sabor. E perguntou humildemente:

- O que isso significa, pai?

O pai, então, explicou-lhe que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade, água a ferver, mas que cada um reagira de maneira diferente. A cenoura entrara forte, firme e inflexível. Mas, depois de ter sido submetida à fervura, amolecera e se tornara frágil. Os ovos eram frágeis. A sua casca havia protegido o líquido interior. Mas, depois de terem sido colocados na água fervente, o seu interior tornou-se mais rijo. O pó de café, contudo, era incomparável. Depois que fora colocado na água fervente, havia mudado a água.

- Qual deles é você? - perguntou ao filho.

Quando a adversidade bate à tua porta, como respondes? És uma cenoura, um ovo ou o pó de café? És como a cenoura que parece forte, mas com a dor da adversidade murcha e se torna frágil, perdendo sua força? És como o ovo, que começa com um coração ou um espírito maleável, mas depois de alguma privação torna-se difícil e duro? A sua casca parece a mesma, mas fica mais amargo e obstinado, com o coração e e espírito inflexíveis? Ou será que és como o pó de café, alterando a cor e o sabor da água a ferver?

Quanto mais quente estiver a água, mais saboroso se torna o café. Tal como o pó de café, quando as coisas se tornam piores, transforma-as tornando-as em algo melhor?

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Dicas para se proteger das energias negativas



Todos nós sabemos as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano. Procurar fugir delas é besteira. Ela nos alcança em qualquer lugar do planeta. Mas, podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências.

Abaixo segue seis dicas pessoais para começar a combatê-las.

1. NÃO TEMER NINGUÉM:

Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o medo. Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques. Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em seus potenciais, temer significa falta de fé. O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis as forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso. Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA:

Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa a aura (campo de força) vulnerável ao agressor. A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade. Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas. Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido. Sustente as suas vitórias, sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA:

Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio. Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: Quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido. Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso. Ao invés de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente? Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem? Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO:

A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a "Auto-Obsessão". A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem pautadas pelo respeito mútuo. Mas grande parte dos problemas  existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos. 'Auto-Obsessão' significa não se gostar,  não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós. Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros. Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível.  A força interior é nossa maior defesa.


5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS:

As flechas não alcançam o céu. Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros. Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível  faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam. Essa é a melhor forma de criar 'incompatibilidade' com as forças  do mal e energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS:

As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a 'mente e o 'coração'. Além de manter o coração e mente sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas. Evite lugares densos e de baixo nível. Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida. O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível".

Excelentes vibrações de Paz, Amor e Luz!.
Fique com Deus.

Fonte: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/como-evitar-energias-negativas/?PHPSESSID=44ba1c28840b255e85af11152df08d7c#ixzz2JqrTeZwE