segunda-feira, 7 de abril de 2014

MAÇOM ESCRITOR

Artigo Publicado no Jornal Diário da Manhã, edição 05/04/2014.

Busco forças e amparo-me no sentimento fiel de benevolência que é a amizade,a mim demonstrada nesta semana, quando partiu para o espaço espiritual, nossa mãe Alice, indo se juntar ao companheiro Juvenal, exatamente após dois anos e um dia. A fraternidade me reforça para a caminhada. Meditando sobre a vida, reli o livro que prefaciei intitulado: "Somos Irmãos", escrito pelo maçom João Asmar-Editora Kelps, disponível aos interessados através do endereço eletrônico asmarjunior@hotmail.com. Assim, com muita honra, produzi o seguinte texto nas páginas 11/14 .

"Distinguido e privilegiado, prefacio esta obra por gesto e a convite do Irmão maçom, “João Asmar”. Dediquei-me a sua leitura completa. Sinto-me gratificado espiritualmente. Acresci ao meu conhecimento, conteúdo de valor humano e histórico, pelas revelações de vida do autor.Prática maçônica transportada para cada página. Presente nas palavras que reproduzem fé e labor. Palavras não isoladas ou abstratas, mas acorrentadas por elos indestrutíveis,que unem os maçons de toda esfera terrestre."
A leitura me transmitiu paz em um bom caminho. Comecei a sentir que o livro é também algo meu, revelador de conceitos e sentimentos que procuro adquirir. Os temas estão sequenciados e se sustentam por uma argamassa de solidariedade, sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana.

Páginas e capítulos portadores de informações, história, cultura e fé, com José Asmar abrindo sua alma, seu coração e seu intelecto para dizer aos Irmãos, "Solidariedade é santificação, estreito caminho que nos conduz à aproximação com Deus, na efetiva demonstração de amor ao próximo". Foi ao seu modelo, reencontrando perfeita inspiração e força literária no maior líder, fonte que nos reabastece, sobretudo nos momentos de dificuldades, "Nosso Mestre Jesus Cristo".

O que mais me sensibilizou foi o título,"Somos Irmãos", que grava um “Asmar” taxativo, rejeitando objeção, não abrindo espaço para dúvida ou contestação, como se estivesse no alto de uma tribuna, falando como maestro da verdade. 
Em alto e bom som afirma: "SOMOS IRMÃOS". No plural da vida mobiliza todo seu pensamento, excluindo da rotina comum "MEU IRMÃO", para peremptoriamente bradar, clamar por uma reflexão "SOMOS IRMÃOS", como na letra dos "Anjos de Resgate": "Não existirão pedras no caminho que irão nos derrubar, na mesma direção seremos um a caminhar, filhos de um mesmo pai, que nos ama, que nos ensina a perdoar..."
João Asmar descreve o mundo maçônico de todos nós, pelos vários aspectos conceituais, históricos, caminho do aperfeiçoamento, alvorecer de um novo tempo, diante de um mundo habitado por seres racionais, ora reunidos, ora divididos em conflitos. Mas, ele,"Asmar", cultua a verdade indesmentível de que até diante da desarmonia, do ódio, ninguém pode negar a máxima que titula este livro, "SOMOS IRMÃOS".
Vejo João Asmar como cidadão ocupante de um espaço digno a quem o encaminhou na vida, seus pais, "Abrahão Jorge Asmar e Amina Jorge Asmar". Foi testado na vida em momentos diversos, delicados, tristes e alegres. Chegou a Ordem Maçônica, já como maçom verdadeiro e amadurecido. A cerimônia de sua iniciação muito me impressionou, pois ele mostrou aos presentes seus poderes. Não os fictícios ou de vaidade, muito menos de herói, vencedor ou dono da verdade, mas apresentando-se com fé, confiança e querer. Quem tem fé confia em si, carrega o querer. "Asmar" acreditou e acredita na Maçonaria. Chegou a ela no tempo certo e determinado para enriquecê-la e honrá-la com sua extensa e brilhante história de vida, nos brindando com esta fulgurante publicação: "Somos Irmãos". Guardo para mim eternamente esta sagrada oportunidade de prefaciar um livro do Irmão, Amigo e Mestre dos grandes ensinamentos."

Na mesma publicação o Grão-Mestre da Sereníssima Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás, Ruy Rocha de Macedo: "Neste livro o espaço é o da história.O tempo é o da ação.O livro nos disponibiliza um índice repleto de sentimentos que habitam o íntimo não só dos maçons,mas também de qualquer pessoa simples de coração e de alma",enquanto o Grão-Mestre Adjunto da mesma potência e futuro Grão-Mestre Estadual, Adolfo Ribeiro Valadares, afirma: "Somos Irmãos" nos traz um misto de amor, paixão, angústia, ira, dúvidas, ironia, alegria, lendas ,tradições e muitos outros sentimentos.

Já o professor Licínio Leal Barbosa, destacado maçom em Goiás e no Brasil, integrante da Academia Goiana de Letras,escreve que "O índice da obra demonstra a variedade de temas,os mais importantes sobre a maçonaria,tais como a origem da instituição,a nomenclatura dos graus,delineada pelo vastíssimo temário que aborda".

Concluindo, Eurípedes Barsanulfo Junqueira, Grão-Mestre Honorário do GOB-Goiás, diz, "Li com a maior atenção e pude avaliar o valor do conteúdo.Registra fatos históricos e valorosas afirmações de maçons do mundo,verdadeiro alicerce da nossa formação histórica.O autor de "Somos Irmãos" se enquadra perfeitamente,no pensamento de Simon Bolívar:
"A Maçonaria é uma praia acolhedora. Ditosos aqueles que podem alcançá-la.Felizes aqueles que podem chegar até ela,vencendo as tempestades do pensamento. No seio da maçonaria,adquirem-se grandes virtudes e descobrem-se grandes gênios da ação e do pensamento. Na maçonaria,o homem aprende a elevar-se sobre o vulgo,não duvida em esquecer,quando é necessário,de si mesmo,desde que possa oferecer aos seus Irmãos um pouco de doçura na existência.É uma instituição sublime."

Pelo vasto temário que aborda, pesquisa realizada e por versar sobre a maçonaria dos primórdios, história e participação na sociedade brasileira em momentos decisivos, contextualizando-a no mundo de hoje, é uma produção cultural que o maçom e as lojas devem tê-la para pesquisa constante, por isto, renovo minha indicação.

Autor: Sap. Ir. Barbosa Nunes
G. M. G. Adj. GOB

Nenhum comentário:

Postar um comentário