quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Vaidade Maçônica

Como diria Caetano : É que Narciso acha feio o que não é espelho !! E Maçonaria infelizmente não é diferente.

Entre os vícios combatidos na Sublime Ordem, está a VAIDADE, pois é, quem diria..... Logo o maçom acostumado ao nem nu e nem vestido, levado a reflexões filosóficas sobre tal estado material.

Mas a Maçonaria tem algo que não concordo, principalmente nas cores e ilustrações de aventais e colares; deveríamos vestir somente o puro, o do aprendizado, pois a senda maçônica não é essa ? do eterno aprendizado ?

Existem vários irmãos que ao iniciar já pensam em quando irão ocupar o trono de Salomão, e quando o ocupam viram donos de loja, sem ouvir ou mesmo submeter sua vontade em detrimento da harmonia geral.

Mas o que leva o maçom a caminho da vaidade ? A própria Maçonaria ? ou o seu entendimento daquilo que seja humildade e fraternidade ?

Muito bem, tenho minha própria tese sobre isso:
1º - Não entendeu o propósito maçônico
2º - Não entendeu que dentro de loja, não existem patentes, títulos profanos e muito menos riqueza.
3º - Vestir um avental não quer dizer que seja um verdadeiro maçom, seu lugar não é ali.
4º - Irmãos cometem erros, de pequena ou de grande proporção, cada qual deve ser julgado de forma verdadeira e imparcial, não importa que seja Delegado, Juiz, Deputado, Prefeito ou sei lá o que.
5º - A justiça está para todos, maçons ou não !! é um direito de todo cidadão !! ser maçom não quer dizer intocável, já foram punidos vários e ainda muitos deverão ser punidos, não só pela ordem, mas pela justiça comum a todos.

Porém, se o mundo fosse perfeito, para que existiria Maçonaria ? não teria razão para existir, só que isso não é desculpa para empáfia.

Participar de Maçonaria não fez e não fará ninguém melhor do que ninguém; a diferença está em compreender o designios do GADU e transformar.


Um comentário:

  1. Saudações nas três pontas do nosso sagrado triângulo!

    Irmão, compartilho da sua opinião e acrescento que este é um mal que tambem afligi outras ordens iniciáticas. O desapego no mais amplo sentido da palavra deverá ser sempre nossa principal meta, na busca da lapidação de nossa pedra bruta!
    Ótimo trabalho com seu blog. Que o Deus de nosso coração e de nossa compreensão continue te iluminado neste trabalho.
    Votos de Paz Profunda!

    Ricardo Palmarin R+C

    ResponderExcluir